A fama da cidade é um dos principais trunfos na batalha pela saúde. Já há campanhas educativas nas escolas e para as famílias. Terra dos longevos no Japão está perdendo posto por conta da alimentação dos mais jovens
Um grupo de médicos e pesquisadores da Universidade de Okinawa anda bem preocupado com o futuro da cidade. É que eles acham que, em breve, essa fama de longeva da ilha possa se transformar num mito, num folclore. Especialmente pelos hábitos alimentares adquiridos pelos mais jovens.
“Realmente até o século XX era a terra dos longevos. Um título sustentado pelo estilo de vida e alimentação tradicional da ilha. Depois da virada do milênio temos notado um declínio na expectativa de vida da população local. Desde 2004 os censos já mostram isso. O que causou um choque inicial para moradores e também para a comunidade médica, que começou a investigar as razões”, diz o Dr. Hiroaki Masuzaki.
Americanização. Okinawa esteve sob ocupação dos Estados Unidos entre a Segunda Guerra Mundial e a década de 1970. E até hoje é usada como base militar americana.
Especialmente nas maiores cidades e entre os mais jovens é alto o consumo de fast food: hambúrguer, batata frita e refrigerantes.
O doutor Masuzaki revela que já há campanhas educativas nas escolas e para as famílias. E a fama de Okinawa é um dos principais trunfos nessa batalha pela saúde.

10 momentos do Globo Repórter que podem ajudar você a viver mais – e melhor!
Relembre histórias de longevidade que o Globo Repórter já mostrou
Veja os bastidores do Globo Repórter sobre chegar bem aos cem anos

Mais detalhes