Um decreto do prefeito Zenaldo Coutinho facultou o expediente em toda sexta-feira deste mês de julho, incluindo as unidades. Órgãos da administração municipal fecham nesta sexta-feira, em Belém
Órgãos da administração pública municipal tiveram ponto facultativo nesta sexta-feira (12) em Belém. Um decreto do prefeito Zenaldo Coutinho facultou o expediente em toda sexta-feira deste mês de julho, incluindo as unidades de saúde. A falta dos serviços causou surpresa e indignação em quem precisou de atendimento.
Segundo a prefeitura, as unidades só vão tratar pacientes que precisam de atendimentos de urgência e emergência.
Belém tem 29 unidades de saúde, sendo que nove prestam serviços básicos de urgência e emergência. O posto do Jurunas é um deles e foi alvo de reclamações.
O Observatório Social de Belém chegou a sugerir que a Secretaria Municipal de Saúde (Sesma) mantivesse o regular funcionamento das unidades básicas de saúde em Belém, justificando o pedido pela grande procura dos serviços.
Em nota, a prefeitura de Belém informou que nove unidades de saúde, além do Pronto Socorro Mário Pinotti, do Hospital Geral do Mosqueiro e das três Unidades de Pronto Atendimento dispõem de atendimento de urgência e emergência, atuando em regime de plantão para receberem os pacientes que venham a necessitar do serviço.

Mais detalhes