Bilhete escrito pelo delegado liberou veículo para advogado de acusado de tráfico

Bilhete escrito pelo delegado liberou veículo para advogado de acusado de tráfico
Divulgação/MPSP

O MP-SP (Ministério Público de São Paulo) indiciou o ex-delegado do 1° Distrito Policial de São Paulo, Amadeu Ricardo dos Santos, por autorizar a devolução de um carro de luxo apreendido de um suspeito de tráfico de drogas.

Frederico Gustavo Troiano Buhrer, foi preso em maio de 2018 acusados de tráfico internacional de drogas. No mesmo mês, um automóvel Mercedes Benz modelo AMG 43 foi apreendido junto com dinheiro, cartões e cheques.

O veículo, avaliado em cerca de R$ 500 mil foi devolvido ao advogado do homem preso, por meio de um bilhete escrito a mão pelo delegado e, segundo o MP-S_, o documento não tem nenhuma fundamentação.

O 8º Promotor de Justiça do Patrimônio Público e Social da Capital de São Paulo, Marcelo Camargo Milani, avaliou essa ação como crime de improbidade administrativa, pelo descumprimento de ordem judicial.

“O descumprimento de ordem judicial revela grave violação aos princípios da moralidade, impessoalidade, legalidade, além de ofender o estado democrático de direito e o princípio de tripartição dos poderes”, afirmou o MP-SP em nota.

Como punição de improbidade administrativa, o delegado pode ser condenado a expulsão do cargo e pagar multa de até cem vezes seu salário.

O R7 tentou contato com o delegado Amadeu Ricardo dos Santos, que atualmente é responsável pelo 46º DP (Perus), mas até a publicação desta reportagem, não recebeu resposta.

Mais Detalhes