Só em Palmas, mais de 20 mil equipamentos estão sendo substituídos. Consumidor que se sentir lesado também pode procurar a Agência de Regulação de Palmas. Conta de agua de morador aumenta mais de R$ 160 apos troca de hidrometro
Reproducao/TV Anhanguera
O contador Rone Parreira precisou recorrer ao Procon após a conta de água saltar de R$ 344,48 para R$ 505,70. A alteração foi verificada por muitos tocantinenses após a BRK Ambiental, responsável pelo serviço, trocar os hidrômetros. Só em Palmas, mais de 20 mil equipamentos estão sendo substituídos. Nesta sexta-feira (14), o diretor de operações da concessionária, Rodrigo Lacerda voltou a dizer que a alteração não está relacionada com a troca dos hidrômetros.
A conta do Rone teve um pico de 8 metros cúbicos de consumo de um mês para o outro. “Eu procurei o atendimento via chat da BRK e uma frase que a atendente me falou deixou mais intrigado. Ela falou que o hidrômetro anterior media errado e agora o novo mede correto”.
O morador da capital procurou o Procon para pedir orientações sobre como proceder. A Agência de Regulação de Palmas informou que os clientes que se sentirem lesados também podem procurar atendimento.
Moradores reclamam do aumento da conta de água após troca de hidrômetros em Palmas
“Existe a possibilidade da gente condenar a empresa pelo descumprimento dos dispositivos do Código de Defesa do Consumidor pela ausência de transparência e também numa perspectiva regulatória, aí a gente está falando do próprio contrato de concessão, numa má prestação de serviço por exemplo”, argumentou a presidente da ARP, Juliana Nonaka.
Em Gurupi, também há reclamação. O representante comercial Geraldo Barroso mora na cidade há 19 anos e conta que nunca tinha vivido uma situação do tipo. Depois da troca, a conta dele foi de R$ 57 para R$ 335.
Rodrigo Lacerda explicou que um regulamento do Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro) determina que a substituição deve ser feita a cada cinco anos.
“A troca de hidrômetro é um serviço rotineiro, que a companhia faz em todos os anos. Isso é comum em todo o Brasil, toda companhia de abastecimento de água tem como rotina fazer a substituição do hidrômetro, que é um equipamento que tem a sua vida útil e é necessário fazer a troca conforme o regulamento do Inmetro”.
Representante da BRK esclarece dúvidas sobre aumento nas contas de água
Lacerda argumentou ainda que o aumento na conta de água está relacionado com outros fatores. “Quando você faz a troca é natural que a medição seja mais aprumada e você pode ter um leve aumento de consumo, mas esses aumentos de consumo significativos não tem qualquer relação com a a troca do hidrômetro. Nesse período mais quente, onde o consumo das pessoas aumenta, ou pode haver um vazamento interno na casa das pessoas e ter um crescimento abrupto da conta”.
A justificativa da concessionária é contestada por moradores como a Patrícia Milhomem. Ela mora na região sul da capital com o marido e dois filhos. Na quadra dela não tem esgoto e o consumo de água é regrado. Ela diz que num prazo de um mês, a rotina da família não mudou em nada para justificar um reajuste de mais de 100% na conta de água. De R$ 46 a fatura subiu para R$ 116.
“Eu acho que foi na troca do hidrômetro, eu cheguei e eles estava fazendo a troca e demorou pouco, minha água chegou um absurdo desse”, reclamou.
Quem se sentir lesado ou quiser tirar dúvidas, pode ligar no número 0800 644 0195 ou nas lojas espalhadas nos 47 municípios do estado.
Veja mais notícias da região no G1 Tocantins.

Mais detalhes