Ação foi deflagrada pela Polícia Civil nesta quinta-feira (16) e faz parte da terceira fase da Operação Marias. Homens suspeitos de agressão contra mulheres, estupros e feminicídios foram presos no Espírito Santo, nesta quinta-feira (16), durante a Operação Marias 3, coordenada pela Polícia Civil. Agentes cumprem mandados de prisão na Grande Vitória e no interior do Estado.
A delegada Cláudia Dematté, da Delegacia Especializada de Atendimento e Proteção à Mulher, contou que os investigados estão sendo ouvidos e encaminhados para presídios. Ela lamentou as agressões sofridas pelas vítimas e afirmou que o machismo é o principal motivo para a execução dos crimes.
“A violência doméstica e familiar contra a mulher infelizmente é cultural e fruto dessa sociedade machista que tem uma cultura patriarcal. Infelizmente essa violência acontece na Grande Vitória, no interior e em todas as camadas sociais”, disse.
Polícia Civil cumpre mandados de prisão em todo o Espírito Santo
Reprodução/TV Gazeta
Na primeira fase da operação, 26 homens foram presos. Na segunda, 13 suspeitos foram detidos. Os números dessa terceira parte da ação ainda não foram divulgados pela polícia, mas Cláudia Dematté revela que os casos de violência contra a mulher só aumentam. A média é de três presos por dia.
“Só no ano de 2018, em operações realizadas pela nossa divisão, foram 240 homens presos em operações. Em flagrante no ano passado, foram 1.109 homens presos. Esse ano, na Operação Marias, esses homens vão ser devidamente presos e punidos”, comentou.
Homem foi preso durante a operação desta quinta-feira (16)
Reprodução/TV Gazeta
A delegada Cláudia Dematté explicou ainda que a mulher que sofre uma agressão deve fazer um boletim de ocorrência e já pedir uma medida protetiva.
“As mulheres que forem vítimas de violência não se calem, não tenham medo, denunciem, procurem nossas delegacias que nós estamos aqui para agir com todo rigor e prender esses homens agressores”, concluiu.
Agressões no Dia das Mães
Uma jovem de 23 anos foi ferida com cacos de vidro pelo marido no bairro Nova Rosa da Penha, em Cariacica, no Espírito Santo, em pleno Dia das Mães, no domingo (12). O marido usou um caco de vidro como arma e fez vários cortes por todo corpo da mulher e ainda arrancou parte do cabelo dela.
Depois de cortá-la, ele ainda deu socos, chutes, jogou um ventilador e uma televisão em cima dela. A mulher desmaiou e ele fugiu. O suspeito foi preso pela polícia na terça-feira (14).
Cortes feitos pelo marido em jovem de 23 anos
Rafael Zambe/ TV Gazeta
No mesmo dia, mas em Linhares, no Norte do Espírito Santo, a agressão que uma mulher de 25 anos sofreu foi tão violenta que quebrou o queixo dela. O suspeito é o marido dela. Ele foi preso.
A mulher tem dois filhos pequenos, de uma outra relação. A agressão aconteceu na frente dos filhos. Ela e o agressor estavam juntos há seis anos.
3ª fase da Operação Marias cumpre mandados de prisão contra agressores de mulheres no ES
Veja o plantão de últimas notícias do G1 Espírito Santo

Mais detalhes